VIVENDO O TEMA DE 2015: Se vivemos pelo Espírito, andemos de acordo com o Espírito

Após meditarmos sobre o tema do ENF 2015 através da Rede de Intercessão de abril de 2015, desejei trabalhar durante este ano em subtemas que nos auxiliarão a andar no Espírito. Vou começar essa caminhada propondo uma reflexão a partir da união do tema com a proposta de ação para o nosso Estado de “Resgatar, Guardar e Propagar a identidade da RCC. Somos o povo que batizado no Espírito Santo, procura viver suas consequências, ou seja, viver e andar segundo o Espírito.

Como na história da salvação, o Povo Hebreu precisou da intervenção divina nos momentos de necessidades, dúvidas e mudanças de rotas devido a idolatrias ou cegueira. Nós, como eles, diante das necessidades, dúvidas e desvios, necessitamos que o Senhor venha em nosso socorro intervindo para que seus planos se realizem em nossa vida tanto a nível pessoal quanto de serviço. Como membros do movimento da RCC, o Senhor revela suas intervenções através das moções anuais que são comunicados no Encontro Nacional de Formação. Desta forma, a cada ano Deus nos possibilita uma nova chance de mudança de vida e de direção para que sejamos reconduzidos aos caminhos/planos D´Ele.

Este ano o Senhor nos exorta e nos convida: “se vivemos pelo Espírito, andemos de acordo com o Espírito” (Gl 5, 25). Nos exorta, pois se fomos chamados a viver Pentecostes de forma mais efetiva e plena, deixando-nos batizar no Espírito Santo e viver em liberdade nele, é preciso refletir se realmente estamos vivendo nossa identidade de Renovação Carismática Católica. Lembremos que nosso movimento é um sonho de Deus de renovar a Igreja através de um novo derramamento do Espírito, de uma ação poderosa de Deus em nossa vida, em nossa história, ao nosso redor.

Já no início da Igreja, pela ação do Espírito Santo, aprendemos que uma pregação proclamada converte milhares (At, 2, 41), uma intercessão realizada liberta do cárcere (At 12, 5), uma oração a um necessitado cura-lhe as feridas (At 3, 6), uma formação ungida gera unidade e conduz pelos planos do Senhor (At 2, 42ss)…

Com essa direção Deus também nos faz um convite. Não importa por onde andamos até agora, não importa os atalhos, os desvios e as promessas de facilidades e prosperidades, o que realmente importa é voltarmos ao caminho do Senhor e andar de acordo com o Seu Espírito. E por isso queremos orar: “Reconduzi-nos a vós, Senhor; e voltaremos. Fazei-nos reviver os dias de outrora” (Lm 5, 21). Queremos voltar a andar no Espírito em santidade, em oração, em serviço… Dai-nos a graça, dai-nos o dom do alto, dai-nos mais uma vez, o seu Espírito.

Essa é a proposta para toda a RCC. Que se torna ação na RCC-RJ como “Resgatar, Guardar e Propagar a identidade da RCC. Onde Resgatar nos convida a retornar ao nosso carisma fundante, a nossa identidade, ao primeiro amor. Isso significa voltar: a oração pessoal, a ler a Sagrada Escritura, às práticas espirituais. A voltar ainda aos reais propósitos de Deus para o Grupo de Oração. Guardar é ser um líder insistente, uma sentinela da identidade que procura canalizar suas ações para que todas as pessoas da RCC sejam realmente batizadas no Espírito Santo. Por fim, Propagar é levar os Grupos de Oração a uma vida missionária de levar o Batismo no Espírito Santo onde o Senhor nos enviar, até os confins da terra.

Seguindo esses passos, o Ministério de Intercessão avança até alcançar a vontade de Deus. Se estamos parados, levantemos acampamento e voltemos a caminhar. Se estamos voltando a vida anterior, é tempo de parar e voltar ao caminho de conversão, de enamoramento, de primeiro anúncio, de redescoberta do amor e do poder de Deus em nossa vida. Se trilhamos caminho não guiados pelo Senhor, é tempo de entregar tudo a Deus, de viver a obediência e a humildade e de voltar-nos para o que é d´Ele.

Para aderir a este convite de Deus vivendo o Sonho que Ele tem para nós e nos deixar reconduzir à vida no Espírito, mensalmente iremos nos colocar como barro na mão do oleiro para que sejamos feitos de novo. Daremos início aos nossos passos, primeiramente fazendo a reflexão sobre a vivência de nossa identidade: estou vivendo e sendo canal do Espírito Santo em meu grupo de oração, em meu ministério, em minha casa? Estou realmente vivendo minha espiritualidade? Permito que o Senhor me use como instrumento para sua glória? Tenho vivido mais na carne ou no Espírito (fazer a leitura orante de Gl 5, 16 – 25)? Minhas ações têm levado as pessoas a minha volta a serem batizadas no Espírito? Tenho partilhado a graça do Espírito Santo com toda a Igreja, como pede o Papa?

Reconhecendo-nos necessitados da ação de Deus em nossa vida, podemos dar ao Espírito Santo total liberdade para agir em nós. E assim dar continuidade ao caminho proposto por Deus, sabendo que ao nos desviarmos do plano de Deus, permitimos que nossos poços sejam aterrados ou sua água diminuída a tal ponto que nossos baldes não a alcancem; que levantem-se muros, construam-se muralhas, coloquem-se barreiras. Nossos próximos passos serão: retirar os destroços, as pedras, as ruínas que nos aprisionam, paralisam, amedrontam. O próximo será dado no próximo mês quando nos encontraremos mais uma vez aqui no Blog.

Um grande abraço e até lá!!!

Tania Nunes Simões

Coordenação Estadual do Ministério de Intercessão RJ

LEIA MAIS

Rede de Intercessão Maio/2015

O PODER DA INTERCESSÃO DE MARIA

Mediante a Encarnação do Verbo no seio puríssimo da Virgem Maria, Deus Pai, por um ato de sua infinita bondade, criou os vínculos que O ataram ao gênero humano. E Nossa Senhora, tornando-se Mãe de Jesus, passou a ser também a Mãe espiritual de todos nós.

“Esta maternidade de Maria na economia da graça perdura ininterruptamente, a partir do consentimento que ela fielmente prestou na anunciação, que sob a cruz resolutamente manteve, até a perpétua consumação de todos os eleitos. Assunta aos céus, não abandonou este múnus salvífico, mas, por sua múltipla intercessão, continua a alcançar-nos os dons da salvação eterna. (…) Por isso, a bem-aventurada Virgem Maria é invocada na Igreja sob os títulos de advogada, auxiliadora, protetora, medianeira.” (CAT 969)

Nas bodas de Caná, mesmo dizendo que sua hora não havia chegado, bastou sua Mãe pedir para Jesus atender. Em virtude de suas insondáveis perfeições, Ela é sempre ouvida por Deus em suas preces a nosso favor, e d’Ele nos obtém aquilo que, por nós mesmos, não mereceríamos e em vista disto, é impossível não atendê-la. O poder de intercessão de Nossa Senhora a Jesus é tão grande que na doutrina católica Ela é exaltada como a onipotência suplicante, ou seja, aquela que tem, por meio da súplica a seu Filho, o poder que pode tudo junto d’Aquele que tudo pode e que a constituiu Medianeira de todas as suas graças junto a Cristo Mediador. Assim, Cristo é o único Mediador entre Deus e os homens; e Nossa Senhora uma Medianeira junto a Cristo.

A presença materna de Maria na intercessão é sinal de que a nossa prece chegará aos ouvidos de Jesus de maneira muito mais eficaz e perfeita. Pois ela, como Mãe do Salvador, tudo alcança pela sua intercessão. Ela sabe como pedir a Jesus, por isso a sua intercessão deve ser pedida por todas as pessoas e em todos os lugares. O intercessor que deseja ver suas intenções atendidas pode estar certo que não há meio mais fácil do que confiar no poder da intercessão de Maria Santíssima. São Luís Maria Grignion de Montfort nos ensina:

“O Pai não deu nem dá seu Filho senão por Ela, não suscita novos filhos senão por Ela, e não comunica as suas graças senão por Ela. Deus Filho não foi formado para todos em geral senão por Ela; não é formado e gerado todos os dias (nas almas), em união com o Espírito Santo, e não comunica os Seus méritos e virtudes, a não ser por Ela. O Espírito Santo não formou Jesus Cristo senão por meio d’Ela, e não forma os membros do seu Corpo Místico, a não ser por Ela; não dispensa os Seus dons e favores senão por Ela.”

Sabemos que a Renovação Carismática Católica é um movimento eclesial consagrado à Nossa Senhora, que à ama e que à reconhece como Mãe e protetora, portanto, é primordial que todos os intercessores e intercessoras do Ministério de Intercessão da RCC manifestem também amor e devoção à Nossa Senhora; é fundamental que em nossas reuniões de intercessão supliquemos a Sua presença materna para que esteja conosco intercedendo em favor dos irmãos. Agindo assim, pelo poder da intercessão de Maria Santíssima, certamente haveremos de obter muito mais êxito em nossa intercessão.

Que a Virgem Santíssima interceda por todos nós!

 Núcleo Nacional do Ministério de Intercessão

 

INTENÇÕES PARA ESTE MÊS

1. Para que cesse a violência no Brasil e no mundo.

2. Por todas as famílias desabrigadas devido aos alagamentos ocorridos recentemente nos estados do Acre e de Rondônia.

3.Pelos encontros nacionais promovidos pela RCCBRSIL:

a) Encontro Nacional do Ministério de Formação, 15 a 17/05/15

b) Encontro Nacional dos Semeadores Estaduais (Sede Nacional da RCC), 05 a 07/06/15.

c) Encontro Nacional de Comunicadores de Grupo de Oração, 03 a 05/07/15.

d) Encontro Nacional do Ministério para as Famílias, 10 a 12/07/15.

4. Pela unidade entre todos os membros da RCC do Brasil.

5. Pela Reunião de Oração do seu Grupo de Oração (pelo pregador, dirigente, músicos e demais servos e pelas pessoas que participam da Reunião de Oração).

6. Pelos Grupos de Oração na sua Diocese, no seu Estado e no Brasil.

7. Pelos Ministérios da RCC no seu Grupo de Oração, Diocese, Estado e no Brasil.

8. Pelas necessidades espirituais e financeiras dos escritórios diocesano, estadual e nacional da RCC.

9. Pelos projetos da RCC na Diocese, no Estado, no Brasil na América Latina e no Mundo.

10. Pelos eventos de evangelização da RCC no seu Grupo de Oração, na sua Diocese, no seu Estado e no Brasil.

11. Pela Reunião dos Conselhos Diocesano, Estadual e Nacional neste ano.

12. Pelas coordenações do seu Grupo de Oração, da RCC na sua Diocese, no seu Estado e no Brasil (Coordenadora Nacional: Katia Roldi Zavaris e sua família).

13. Pela Santa Igreja, pelo Santo Padre, o Papa Francisco, pelo seu Bispo diocesano, pelos Sacerdotes, Diáconos, Religiosos e Religiosas e pelos Seminaristas.

14. Pelas casas de missão da RCCBRASIL e pelos missionários e missionárias.

15. Pela construção da Sede Nacional da RCC do Brasil e pelos seus colaboradores.

16. Para que todos os membros da RCC do Brasil se abram para a moção da Reconstrução.

LEIA MAIS

Rede de Intercessão Abril/2015

ANDAR NO ESPÍRITO
Um intercessor é um combatente espiritual que deve estar sempre preparado para
combater em favor dos irmãos. Daí a necessidade de se manter vigilante na oração e no
seu proceder, a fim de estar constantemente equipado com a armadura de Deus (cf. Ef 6,
10-17).
O intercessor que manifesta o desejo de exercer com fidelidade o seu ministério sabe que
não é possível cumprir esta missão sem manter uma constante oposição contra as
inclinações para o pecado, pois a prática do pecado o separa da graça de Deus. Ele está
consciente de que é necessário travar a todo o momento este combate, não contra o
pecado dos outros, mas contra o seu próprio pecado. A natureza pecaminosa da carne vai
fazer de tudo para fazê-lo sucumbir às tentações, por isso o intercessor tem que estar
atento e vigilante para não andar conforme a carne, mas conforme o Espírito.
A consequência do andar no Espírito gera um comportamento coerente com a vida cristã,
de tal maneira que os desejos da carne não são atendidos na vida do intercessor, ou seja,
tais desejos são como que mortificados (cf. Rm 8,13). Sabemos, no entanto, que São
Paulo ao afirmar que viveremos se submetermos nossa vida à vontade de Deus, ele não
está afirmando que esta prática levará o cristão a uma vida sem pecado. A própria
experiência do apóstolo comprova que isso nos é impossível aqui neste mundo (cf. Rm
7,15-25). Porém, é consenso que o cristão que ajusta a sua vida conforme a vontade de
Deus, decidindo-se andar de acordo com o Espírito, não fica escravo das suas paixões e
dos desejos da carne. Tais inclinações não desaparecem, mas também não são capazes
de dirigir a sua vida e ditar-lhe a conduta. No intercessor que vive pelo Espírito, o pecado
mostra-se presente, perturbando-o, entristecendo-o e contrariando sua vontade, mas isso
nunca até o ponto de estabelecer-se no centro de sua vida, reinando soberano (Rm 6,12-
14). Cabem ao intercessor agora ser diligente e submeter-se à autoridade do Espírito
Santo que nele habita.
Vivemos no Espírito quando passamos a pertencer a Cristo pelo Batismo onde fomos
inseridos no campo de atuação do Espírito Santo. Isso é fato consumado. Agora, porém, é
preciso andar de acordo com o Espírito, o que não nos acontece como num passe de
mágica, mas sim implica o dever de acolher suas orientações com perseverança, disciplina
e responsabilidade para andarmos como Ele determina. Numa palavra, o intercessor tem o
dever de ajustar sua vida à nova realidade em que agora se encontra. Tal como o homem
ou a mulher que entrou para o casamento deve conformar sua vida à realidade de alguém
casado, assim também o intercessor que, pelo Batismo, entrou para a vida no Espírito,
deve andar como alguém controlado por esse mesmo Espírito.
A coerência da vida de quem intercede é uma condição indispensável na intercessão, por
isso São Tiago afirma que “a oração do justo tem grande eficácia”. (Tg 5,16b). A palavra
justo quer dizer íntegro, uma pessoa justa é leal, reta, irrepreensível. Aquele que ama a
Deus e que procura ser justo não vive na prática do pecado e, sim, para Deus em santidade. A carne deve estar subjugada ao Espírito, pois, para o cristão, o Espírito é Senhor e a carne é serva. O intercessor não deve ser o que deseja a sua carne e sim, o que o Espírito quer, pois este manda na carne. É assim que se vence a carne: através do Espírito que nos vivifica. “Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis” (Rm 8,13).
É desta forma que veremos em nosso ministério o cumprimento das promessas do Senhor.

INTENÇÕES PARA ESTE MÊS
1.Para que cesse a violência no Brasil e no mundo.
2.Por todas as famílias desabrigadas devido aos alagamentos ocorridos recentemente nos estados do Acre e de Rondônia.
3.Pelos encontros nacionais promovidos pela RCCBRASIL:
a)Encontro Nacional dos Ministérios de Promoção Humana e Fé e Política, 01-03/05/15.
b)Encontro Nacional do Ministério de Formação, 15-17/05/15
c)Encontro Nacional de Comunicadores de Grupo de Oração, 03-05/07/15.
d)Encontro Nacional do Ministério para as Famílias, 10-12/07/15.
4.Pela unidade entre todos os membros da RCC do Brasil.
5.Pela Reunião de Oração do seu Grupo de Oração (pelo pregador, dirigente, músicos e demais servos e pelas pessoas que participam da Reunião de Oração).
6.Pelos Grupos de Oração na sua Diocese, no seu Estado e no Brasil.
7.Pelos Ministérios da RCC no seu Grupo de Oração, Diocese, Estado e no Brasil.
8.Pelas necessidades espirituais e financeiras dos escritórios diocesano, estadual e nacional da RCC.
9.Pelos projetos da RCC na Diocese, no Estado, no Brasil na América Latina e no Mundo.
10.Pelos eventos de evangelização da RCC no seu Grupo de Oração, na sua Diocese, no seu Estado e no Brasil.
11.Pela Reunião dos Conselhos Diocesano, Estadual e Nacional neste ano.
12.Pelas coordenações do seu Grupo de Oração, da RCC na sua Diocese, no seu Estado e no Brasil (Coordenadora Nacional: Katia Roldi Zavaris e sua família).
13.Pela Santa Igreja, pelo Santo Padre, o Papa Francisco, pelo seu Bispo diocesano, pelos Sacerdotes, Diáconos, Religiosos e Religiosas e pelos Seminaristas.
14.Pelas casas de missão da RCCBRASIL e pelos missionários e missionárias.
15.Pela construção da Sede Nacional da RCC do Brasil e pelos seus colaboradores.
16.Para que todos os membros da RCC do Brasil se abram para a moção da Reconstrução.

LEIA MAIS

Intercessão de Eventos

Um dos compromissos dos intercessores é sustentar os eventos e encontros da RCC, por isso faz-se importante saber quais os passos e orientações para exercermos a intercessão de eventos.

 

Passos iniciais:

  1. Iniciar com a Oração de São Miguel
  2. Magnificat (Lc 1, 46 – 55)
  3. Efésios 6, 10ss
  4. Pedir a Jesus o Dom da Humildade (II Cor 10, 4-5)
  5. Clamar o Sangue de Jesus
  6. Intercessão e Proteção de N. Sra. junto a Jesus
  7. Proteção de todos os Anjos e Santos de Deus
  8. Fazer um breve momento de Oração de Perdão individual
  9. Orar uns pelos outros pedindo o Batismo no Espírito Santo, para que todos sejam canais sem obstrução

Como exercemos a Intercessão Profética e de Concórdia, ao terminar a preparação, faz-se um grande louvor, ora-se e Línguas, permitindo que aconteça a manifestação dos carismas (Discernimento dos Espíritos, Palavra de Sabedoria, Palavra de Ciência…). As Palavras de Ciência e Sabedoria ajudam a orar pelas situações que forem surgindo. Para isso é necessário fazer silêncio e escuta depois do momento de Louvor onde a oração em Línguas, as orações da equipe de intercessão deverão ser inspiradas no Poder do Espírito Santo.

As Profecias, Palavras de Ciências, Palavras de Sabedoria, Visualizações e Moções devem ser bem discernidas, fazendo o uso do discernimento reflexivo. Depois escrevê-las de forma coerente, concisa e objetiva e encaminhar para a Coordenação do Evento.

 

Como preparar o discernimento no papel:

  1. Profecia
  2. Palavra de Ciência
  3. Palavra de Sabedoria
  4. Visualizações
  5. Discernimento (poucas palavras)

 

 

Durante o dia:

  1. Rezar o Rosário de São Miguel às 08:00, 12:00, 15:00 e 18:00.
  2. Proclamar, em seguida, Eclo 36, 1-19, orando com estas palavras em favor dos participantes, dos pregadores, da equipe organizadora do evento. Ao término dar continuidade à intercessão pelo evento.
  3. Ao final do evento a cada dia finalizar com orações de Ação de Graças.
  4. Participar da Santa Missa e da Adoração

 

Outras Orientações:

Se o encontro acontecer em dois dias será formada apenas uma equipe que ficará os dois dias. Se houver mais dias podem-se formar duas equipes. A segunda equipe iniciará na tarde do dia segundo dia para orar junto com a primeira equipe a fim de se inteirar das moções e dar continuidade a intercessão no dia seguinte.

As equipes permanecem em oração durante todo o dia, saindo nos intervalos para lanche, almoço, banheiro e participar de pelo menos uma das pregações, orientados para que não dispersem, ficando atentos a alguma necessidade de oração. Porém sempre deve haver intercessores orando.

 

LEIA MAIS

Mobilização Nacional de Oração – dias 12 e 20 de 0h às 1h

Motivação:

 

A estratégia e a motivação para a realização desta mobilização de oração serão baseadas e inspiradas no capítulo 4 do livro de Neemias, do qual recomendamos uma leitura atenta.

Neste capítulo do livro de Neemias podemos ver que o povo de Deus que havia iniciado a reconstrução das muralhas começou a sofrer ataques dos seus inimigos. Eles perceberam que as muralhas estavam sendo erguidas e tentaram armar estratégias para impedir o povo de continuar este trabalho. Diante desta situação Neemias resolveu tomar algumas atitudes para neutralizar os ataques dos inimigos convocando todo o povo à oração (cf Ne 4, 3).

Hoje, também a RCC passa por situação semelhante à do povo de Deus liderado por Neemias. Estamos também reconstruindo as nossas muralhas e não poucas vezes temos sofrido ataques. Por isso acreditamos que o Senhor está nos convocando à esta MOBILIZAÇÃO NACIONAL DE ORAÇÃO para manter-nos em permanente combate de oração.

Desta forma, é fundamental que nos unamos em oração de louvor e de súplica, implorando a ajuda do céu para que a vontade de Deus se concretize nas ações, nas decisões e nos projetos da RCC.

Quando oramos, o Senhor nos dá o dom da sabedoria e passamos a perceber verdades que antes não conhecíamos, passamos a ter soluções novas para problemas que sem oração poderiam nos destruir. “Invoca-me, e te responderei, revelando-te coisas misteriosas que ignoras” (Jr 33,3).

Este é um chamado para todos os membros da Renovação Carismática Católica do Brasil.

Oramos para que você faça parte daqueles que escutarão este chamado e buscarão colocá-lo em prática. Agindo assim, com certeza experimentaremos a vitória do Senhor em nosso Movimento e em nossas vidas.

Abri as portas, porque Deus está conosco (Jd 13,13)

 

 

Intenções para todos os dias:

 

  1. Pelas nossas intenções particulares
  2. Pelos Grupos de Oração na Diocese, no Estado e no País
  3. Pelos Ministérios da RCC no Grupo de Oração, na Diocese, no Estado e no Brasil
  4. Pelas necessidades espirituais e financeiras dos escritórios diocesanos, estadual e nacional da RCC
  5. Pelos projetos da RCC na Diocese, o Estado, no Brasil, na América Latina e no Mundo
  6. Pelos eventos de evangelização da RCC no Grupo de Oração, na Diocese, no Estado e no Brasil
  7. Pela Reunião dos Conselhos Diocesano, Estadual e Nacional que acontecerão durante o ano
  8. Pela presidência dos Conselhos Diocesano, Estadual e Nacional da RCC
  9. Pela Santa Igreja, pelo Santo Padre o Papa, pelo nosso Bispo diocesano, pelos Sacerdotes, pelos Religiosos e Religiosas e pelos Seminaristas
  10. Pela Construção da Sede Nacional da RCC do Brasil
  11. Para que todos os membros da RCC do Brasil se abram a moção de Reconstrução

 

Estrutura da Mobilização Nacional de Oração

Para cada dia da Semana vamos direcionar as orações para uma prática espiritual, conforme a sequência a seguir:

Domingo Priorizar a oração de Louvor
Segunda-feira Meditar o Santo Terço
Terça-feira Exaltar a Santa Cruz
Quarta-feira Priorizar a leitura orante da Bíblia
Quinta-feira Promover a Adoração ao Santíssimo Sacramento
Sexta-feira Observar algum tipo de Jejum
Sábado Dirigir-se à Virgem Maria na oração

 

Participar da Sagrada Comunhão se possível diária ou ao menos nos domingos.

Uma vez no mês procurar o Sacramento da Confissão

Buscar a reconciliação com os irmãos sempre que o Espírito Santo revelar tal necessidade.

 

A hora de oração deverá obedecer a seguinte sequência:

 

  1. Iniciar com o Veni Creator
  2. Orar espontaneamente clamando o Espírito santo e proclamar o Senhorio de Jesus sobre sua vida e sua família sobre os membros e sore os projetos e eventos de evangelização da RCC/Br e sobre o escritório nacional.
  3. Com a meditação de Ef 6, 10 – 17 orar pedindo a Armadura do Cristão
  4. Fazer uma oração de renúncia ou de libertação
  5. Clamar o Sangue de Jesus sobre você, sua família e sobre toda a RCC
  6. Orar com o texto de Ba 2, 14 – 17a
  7. A partir daí podemos deixar o Espírito Santo nos conduzir livremente. Neste momento devemos interceder pelas intenções desta mobilização de oração, procurando direcionar a oração conforme a motivação de cada dia.
  8. Fazer um momento de escuta e de discernimento
  9. Anotar as moções, profecias e revelações durante a oração e encaminhar para a coordenação estadual do MI
  10. Fazer um momento de oração de louvor e agradecimento proclamando um Salmo de louvor
  11. Encerrar com a oração à Beata Elena Guerra (veja abaixo)

 

Ao Espírito Santo

Por intercessão da Beata Elena Guerra

 

Ó adorável Espírito de Deus, que te comunicaste com a beata Elena Guerra com a abundância dos Teus dons, confiaste-lhe a mensagem da eterna renovação do teu Pentecostes, pela suavidade e fidelidade À missão a ela atribuída, suplicamos-Te de torná-la, ainda hoje, testemunha do Teu amor na defesa da nossa oração para as nossas intenções. Reacende, ó Deus Consolador, a nossa fé e a nossa esperança, para que possamos caminhar com coragem até o encontro definitivo. Amém!

 

Beata Elena Guerra, roga por nós.

 

LEIA MAIS

Queridos Intercessores

Louvado seja Deus por ter-nos unidos ao serviço de interceder pelos Seus filhos a fim de que alcancem a salvação de Jesus Cristo. Meu nome é Tania Nunes Simões, participo do Grupo de Oração Jesus Senhor na Arquidiocese do Rio de Janeiro. Durante os próximos dois anos estarei na Coordenação Estadual do Ministério de Intercessão para ouvir do Senhor sua vontade para este ministério e interceder por cada um de vocês.

Será que lembram de como são queridos e amados pelo Senhor? De que Ele está sempre atento as suas orações e necessidades? O Senhor deseja encontrá-los a cada dia em sua oração pessoal e a cada semana e seu serviço de intercessão para falar-lhe ao coração de maneira particular e revelar seus planos. Ele tem nos orientado em como seguir e o que fazer, por isso agradecemos o Joelson por sua disponibilidade e por seu empenho em fazer os intercessores do Rio de Janeiro crescerem na vontade do Senhor. Para este tempo o Senhor me chamou para estar junto de vocês. Vamos crescer juntos, orar juntos, trabalhar juntos para que o Reino de Deus se faça em nosso meio.

Para este ano de 2015 a palavra de ordem é AVANÇAR. “Prescindindo do passado e atirando-me ao que resta para a frente, persigo o alvo, rumo ao prêmio celeste, ao qual Deus nos chama, em Jesus Cristo. Nós, mais aperfeiçoados que somos, ponhamos nisto o nosso afeto; e se tendes outro sentir, sobre isto Deus vos há de esclarecer. Contudo, seja qual for o grau a que chegamos, o que importa é prosseguir decididamente” (Ef , 13b – 16). Eu te convido, para que comigo, possamos refletir em como estamos e como está nosso serviço, sabendo que Deus falou a nós no ENF 2015 que não haverão portas fechadas, pois Ele mesmo vai a nossa frente destruindo os obstáculos e dando-nos o que necessitamos para a realização da obra (cf Is 45, 1-5). Não há obstáculos para aquilo que Deus quer fazer através da intercessão em nossa vida, em nosso grupo de oração, em nosso ministério, em nossa diocese, em nosso movimento, em nossa Igreja.

            Mas, onde avançar?

1. Em nossa vida pessoal – vivência das práticas espirituais e moções anuais

2. Em nossa vida de serviço – nosso chamado e missão

3. Em nossa oração de sustento – Mobilização Nacional de Oração, Cruzada do Rosário e outras orações como o Cerco de Jericó, Vigílias e Jejum de Daniel

 

Agradeço a Deus pela vida de vocês e oro para que o Espírito Santo nos convença de que fazer a vontade de Deus através do Ministério de Intercessão é a nossa missão.

 

Tania Nunes Simões

Coordenação Estadual do Ministério de Intercessão

LEIA MAIS