Moções para o clamor por l

MOÇÕES PARA O CLAMOR POR LIBERTAÇÃO 2016

Desde fevereiro deste ano, o Ministério de Oração por Cura e Libertação vem realizando o Clamor por Libertação todo dia 10 de cada mês, em todo o Brasil. Entretanto, caso  não seja possível realizar, nesta data, a coordenação diocesana do MOCL tem a liberdade de escolher outra mais adequada.

É preciso fazer uma escuta direciona da vontade de Deus e dos caminhos que Ele aponta . O Clamor deve nos levar à AÇÕES, em Deus. Tiago 2, 14-26

A coordenação do MOCL em cada instância (diocesana, estadual e nacional) deve agrupar as moções por intenção rezada e fazer uma reflexão do que o Senhor está revelando e pedindo. As moções recebidas, do Senhor, deverão ser passadas para o MOCL Estadual que chegará ao Nacional.

IMPORTANTE: Para cada intenção, as moções deverem ser anotadas (Palavra de Ciência, Profecias, exortações).

INTENÇÕES PARA ORAR POR LIBERTAÇÃO

a) Pelo Brasil, seus governantes, suas políticas públicas e por todas as instâncias de poder, para que todo mal lançado ou invocado sobre o Brasil seja cancelado e o nosso país seja lavado no sangue de Jesus e purificado de toda corrupção.

b) Pela Santa Igreja, pelo Santo Padre o Papa Francisco, pelos Bispos e sacerdotes do mundo inteiro, pelos diáconos, religiosos(as) e seminaristas para que sejam fiéis à Igreja e ao chamado recebido de Deus e livres de todo mal.

c) Pela presidência dos Conselhos Nacional (Kátia), Estaduais e Diocesanos e demais lideranças da RCC nos diversos ministérios, para que façam a vontade do Senhor em unidade com a Igreja e à RCC, livres da divisão, desobediência, rebeldia, confusão e de todo mal (físico, psíquico e espiritual) e sejam batizados no Espírito Santo.

d) Pelos projetos e casas de missão da RCC, para que os missionários, pelo seu testemunho e vida de oração, propaguem com ardor a cultura de Pentecostes, e as localidades beneficiadas desfrutem do batismo no Espírito Santo.

e) Por todos os GO do Brasil para que sejam fornalhas do Espírito Santo, onde os participantes encontrem Jesus, caminhem com Ele e sejam livres de todo mal.

f) Para que todas as maldições e heranças negativas lançadas e/ou recebidas em nossos GO, ministérios e demais serviços na RCC sejam quebradas e anuladas em nome de Jesus.

g)Por todo MOCL: servos, formadores, Silvério (nacional), ____________ (estadual) e ____________ (diocesano), para que sejam preservados de todo mal.

h) Pelos atendimentos do MOCL e pelos encontros de formação, para que sejam canais de graça para os servos e na Igreja.

i)Pelas pessoas atendidas, para que sejam curadas e libertas.

j) Pela paz no mundo, para que as nações, inspiradas pelo Espírito Santo, encontrem estratégias concretas de unidade.

k) Pelos perseguidores da Igreja, para que se convertam.

l) Pelos cristãos perseguidos no Oriente Médio e em todo o mundo, para que encontrem refúgio e fortaleza espiritual.

m) Intenções Específicas – Pode-se incluir:

Rezar pela cidade ou localidade ou situação que se tem conhecimento de maldições, suicídios, acidentes, prostituição, drogas, ministérios não implantados, presença de bandas satânicas fazendo shows (elas invocam o mal sobre os jovens e a cidade).

Clamor Moções para o Clamor 2

LEIA MAIS

MOCL promove mobilização de oração pelo Brasil nesta quinta-feira (21)

13077045_985651068186501_311298654712333897_nO Ministério de Oração por Cura e Libertação convida todos os servos da RCC para se unirem em oração pelo Brasil e pelos brasileiros.

Cada estado ficará responsável por pelo menos UMA HORA DE ORAÇÃO. Caso a diocese/estado deseje e possa, o clamor pode durar mais tempo.
Sob a coordenação do MOCL os servos devem se organizar e se unir.
O roteiro abaixo foi feito para se rezar em torno de UMA HORA.

HORÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO: 20:00h

Como e o que rezar:
1) Revestir a si próprio, as famílias e todos os servos da RCC com a Armadura de Deus (Ef 6, 10-17) e pedir que Jesus sele todos e tudo que diz respeito a cada um com o Seu Sangue redentor.
2) Pedir o Espírito Santo através da oração VINDE ESPÍRITO SANTO e depois pedir com as próprias palavras.
3) Colocar as intenções:
a) Pela libertação do Brasil de todas as heranças negativas desde o seu descobrimento.
b) Pela libertação do Brasil de todas as pragas e maldições e recebidos pelo Brasil e pelos brasileiros contra o Brasil e seu povo e dirigentes.
c) Pelo cancelamento de todos os malefícios e invocações do mal feitas contra o Brasil.
4) Rezar o Terço da Vitória pelas Chagas
TERÇO DA VITÓRIA PELAS CHAGAS DE JESUS
Oração Inicial
Jesus, coloca tuas mãos benditas, ensanguentadas, chagadas e abertas sobre mim neste momento. Sinto-me completamente sem forças para prosseguir carregando as minhas cruzes. Eu preciso que a força e o poder de tuas mãos, que suportaram a mais profunda dor ao serem pregadas na cruz, reergam-me e curem-me agora. Jesus, não peço somente por mim, mas também por todos aqueles que mais amo. Nós precisamos desesperadamente de cura física e espiritual através do toque consolador de tuas mãos ensanguentadas e infinitamente poderosas. Eu reconheço, apesar de toda a minha limitação e da infinidade dos meus pecados, que és Deus, onipotente e todo-poderoso para agir e realizar o impossível. Com fé e total confiança, posso cantar:
“Mãos ensanguentadas de Jesus, mãos feridas lá na cruz! (2 vezes).
Vem tocar em mim. Vem, Senhor Jesus! Vem tocar em mim. Vem, Senhor Jesus!”
Reza-se 1 Pai Nosso, 1 Ave-Maria e o Credo.
Em cada dezena, reza-se:
Primeira dezena:
Na conta grande: Chagas abertas, coração ferido, o Sangue de Cristo está entre o Brasil e o perigo.
Nas contas pequenas: Jesus, pelas chagas da sua cabeça, liberte o Brasil.
Segunda dezena:
Na conta grande: Chagas abertas, coração ferido, o Sangue de Cristo está entre o Brasil e o perigo.
Nas contas pequenas: Jesus, pela chaga do seu coração, liberte o Brasil.
Terceira Dezena:
Na conta grande: Chagas abertas, coração ferido, o Sangue de Cristo está entre o Brasil e o perigo.
Nas contas pequenas: Jesus, pelas chagas das suas mãos, liberte o Brasil.
Quarta Dezena:
Na conta grande: Chagas abertas, coração ferido, o Sangue de Cristo está entre o Brasil e o perigo.
Nas contas pequenas: Jesus, pelas chagas dos seus pés, liberte o Brasil.
Quinta Dezena:
Na conta grande: Chagas abertas, coração ferido, o Sangue de Cristo está entre o Brasil e o perigo.
Nas contas pequenas: Jesus, por todas as chagas do seu corpo, liberte o Brasil.
Oração Final:
Jesus, o Senhor tomou sobre si as nossas dores e enfermidades, e carregou os nossos sofrimentos, pelo seu Sangue Redentor, liberte-nos do peso da angústia, das dívidas, do desemprego, brigas, discórdias, desamor, medo, falta de perdão, intrigas, maldades, desunião, inveja, ciúme, divisão; e reaviva em nós o dom da fé, da esperança e da caridade. Amém.
(Reze uma Salve Rainha.)
5) Fazer oração de libertação espontânea de cada intenção (um reza e os outros intercedem em línguas). Fazer um grande clamor em línguas.
6) Escutar o Senhor
7) Declarar o SENHORIO DE JESUS NO BRASIL.
8) Louvar e Agradecer
9) Rezar a Oração de Purificação pelo Sangue de Jesus

 

ORAÇÃO DE PURIFICAÇÃO PELO SANGUE DE JESUS
Senhor Jesus, eu me coloco aos pés de tua cruz, clamando o teu Sangue precioso, juntamente com todos os meus irmãos que rezam comigo; coloco também toda a minha família, os meus bens, meus negócios, todas as áreas da minha vida e todas as pessoas, projetos e ministérios sobre os quais tenho autoridade. Peço-te, Senhor Jesus, que o teu sangue redentor, que jorrou de teu corpo santo nos lave e nos purifique de todo o mal e de toda possível contaminação espiritual que possa ter chegado até nós.
Peço-te que o teu sangue redentor nos cubra e nos sele para nos proteger de toda e qualquer investida de Satanás e de outros espíritos malignos. Pelo teu nome poderoso, pelo teu sangue redentor, por tuas santas chagas e pela intercessão da Virgem Maria, peço-te que expulses todos os espíritos maus presentes e ocultos de todos nós e de tudo que diz respeito a cada um de nós em particular, de forma direta e indireta.
Peço-te, Senhor Jesus, pela autoridade de teu nome e de teu sangue, que proíbas qualquer mal e espíritos malignos que tenham nos deixado ou deixado as pessoas ou causas por que rezamos que voltem a perturbar qualquer um de nós e as demais pessoas alcançadas pelas nossas orações.
Coloca-nos, Senhor, dentro da chaga do teu coração para que fiquemos protegidos de todo e qualquer mal e malefícios.
Senhor Jesus, humildemente, eu tomo posse de toda bênção derramada sobre mim e minha família.
Ó Sangue e Água, que jorrastes do lado aberto de Jesus, como fonte de misericórdia para nós, lavai-nos, purificai-nos e santificai-nos. Jesus eu confio em vós. (três vezes)
Reze: Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.
Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

LEIA MAIS
Núcleo MOCL 3

WORKSHOP DO MOCL NO EEF 2016 COM A PRESENÇA DO COORDENADOR NACIONAL, SILVÉRIO SILVA

O Ministério de Oração Por Cura e Libertação do Estado do Rio de Janeiro, teve a presença o Coordenador Nacional, Silvério Silva, acompanhado de sua esposa Maria Auxiliadora, propiciando momentos de intensa oração e formação. Silvério orientou os servos a buscarem uma vida de oração obediência e santidade, para que o Senhor possa, cada vez mais, agir através de cada ministeriado e que a sua misericórdia alcance a todo o seu povo.

O workshop também teva a presença de Flávia Matos, do Ministério de Formação, apresentando  aos servos todo o processo formativo da RCC e a necessidade e importância de não se pular etapas neste processo de conhecimento e envolvimento no chamado do Senhor para ser servo na RCC.

Núcleo MOCL 3 12938152_1726136374310430_7282273302305754197_n 11209571_1076843509044031_4505608214632671197_n IMG_20160409_174737742 IMG_20160409_164326436 (1) IMG_20160409_163251869 IMG_20160409_163243748 IMG_20160409_163054055 12472569_947777918652119_4949875467668969522_n

DIRECIONAMENTOS
INTRODUÇÃO
Este é o ano de confirmação da missão do Ministério de Oração por Cura e Libertação: levar a cura aos irmãos para que, curados e libertos, tenham o encontro pessoal com o Senhor que cura. Portanto, para cumprir a vontade do Senhor para este ministério, vamos trabalhar em duas frentes: formação e cura pessoal.

Nosso projeto para este ano de 2016 contempla:
1) Retomar as moções de anos anteriores
Em especial do Pastoreio e de lançar as Redes

2) Reforçar o processo de Cura Interior para todos os ministros que atendem
em oração, bem como para os demais participantes da RCC, através de:
· Seminários de Cura Interior
· Retiros de Cura Interior para servos
· Implantação de Atendimentos de Oração, onde os servos estão
preparados mas o atendimento ainda não foi implantado

3) Estudos:
Aprofundar os estudos dos seguintes textos:
· Jo 6, 36: “Mas já vos disse: Vós me vedes e não credes … “
· Lc 10, 25-37: parábola do bom samaritano
· Lc 15, 11-32: parábola do filho pródigo
· A Misericórdia no CIC

Nossa missão é permitir que Deus transforme, mude, troque, restaure, cure e liberte o nosso coração. Cada ser humano tem uma realidade interior que conhece em parte, só Deus a conhece plenamente. Deixemos que o nosso criador, com Suas mãos amorosas e misericordiosas nos modele ou nos remodele, conforme o Seu coração. Isso fará com que mudemos nossas fisionomias e jeito de ser, deixando a alegria do Senhor transbordar em nós. Precisamos deixar que a alegria do Senhor resplandeça em nós e através de nós. Abandonemos as vestes de luto e os rostos abatidos aos pés da Cruz de Cristo. Que a alegria do Senhor esteja entranhada em nós. “Porque a alegria do Senhor será a vossa força” (Ne 8,10).
Francis MacNutt, o.p., em seu livro ‘O Poder de Curar’, diz que somos “Curadores Feridos”. Todos nós, ministros de oração por cura e libertação, somos instrumentos poderosos nas mãos de Deus, mas carregamos em nós as marcas das nossas histórias boas e não tão boas. Portanto, sozinhos, somos fracos, pecadores, incapazes. Precisamos que o Senhor, na sua infinita misericórdia, venha nos curando e nos capacitando cada vez mais, tornando-nos instrumentos dóceis em Suas mãos e, assim, sermos canal da Graça na vida dos irmãos na força e unção do espírito Santo.
1) OS DIRECIONAMENTOS, AS ORIENTAÇÕES E O CLAMOR POR LIBERTAÇÃO CONTINUAM
No ENF de 2015 foram passados os direcionamentos e as orientações para o MOCL que deveriam ser seguidos a partir daquele ano. Tudo continua valendo, mesmo após 2016! São caminhos que o Senhor mostrou a seguir.
Há necessidade de se reestudar os direcionamentos, orientações e Clamor por Libertação passados em 2015. (www.rccbrasil.org.br/portal/download)

Mencionamos abaixo os tópicos desses direcionamentos e orientações para o MOCL no Brasil.
I – Direcionamentos para o MOCL
1. Cura Interior
2. Viver sob a ação do Espírito Santo
3. Unidade e Obediência
4. Santidade
5. Espiritualidade
6. Formação
7. Reestruturação e Organização Ministerial.

II – Orientações para o Exercício do Ministério
1. Imposição das mãos
2. Uso dos Sacramentais
3. Promessas de Cura
4. O Coordenador do MOCL é pastor
5. Contaminação Espiritual
6. Olhar para Jesus.

III – Clamor por Libertação

2) MINISTRO DE ORAÇÃO: O SAMARITANO DE CRISTO
O ministro de oração precisa estudar e se aprofundar nas mensagens que o Senhor passa com essa palavra do Bom Samaritano: Lc 10, 25-37. Uma Lectio Divina bem feita, “ruminada”, certamente ajudará a entender e a viver o que Jesus pede nela: “Vai, e faze tu o mesmo”. Ser samaritano de Cristo é muito mais do que ser servo, é ser imitador do mestre, ser a sua voz, o seu olhar, as suas mãos. É exalar o perfume de Cristo (2Cor 2,15).

     Os servos do MOCL precisam viver o mandato que Jesus dá na Palavra de Lc 6,36: “sede misericordiosos porque vosso pai é misericordioso”, que tem tudo haver com o bom samaritano. Obedecer ao Senhor não por obrigação, mas porque o ama e quer fazer a sua vontade, porque é seu amigo (Jo 15,14). Entrando numa breve reflexão da Palavra do Bom Samaritano, temos duas visões:

a) De fora da parábola contada por Jesus, como leitor e/ou ouvinte.
b) De quem está dentro da parábola, como personagem, por exemplo.

                Visão de fora
Numa leitura rápida, podemos correr o risco de entrar num julgamento das
personagens da parábola:
a) ladrões que fizeram mal.
b) sacerdote e levita que se omitiram.
c) samaritano que ajudou, foi misericordioso, teve compaixão.
d) dono da hospedaria que acolheu o homem ferido e o ajudou.
e) do homem ferido, que foi machucado no caminho.
Precisamos vigiar e cuidar para não nos tornarmos juízes (Lc 6,37). Somos agentes da misericórdia. Portanto, não devemos julgar ninguém. Não se sabe as razões que levaram algumas pessoas a fazerem o mal. Temos a obrigação de cristãos de sermos misericordiosos para com todos. Naquilo que é negativo, devemos rezar e  entregar nas mãos de Deus.

                    Visão de dentro

     Para melhor entender o que MOCL pretende passar com a reflexão dessa parábola, focaremos em apenas duas personagens: samaritano e homem ferido.
Quem são essas personagens do evangelho? Quais suas características?

HOMEM FERIDO
Olhamos o homem ferido sempre como vítima; e a parábola nos leva a entender sob essa ótica. Portanto, vamos imaginar que além de vítima, o homem ferido também pode ter um papel de imprudente.

 – Talvez aquele homem pegou um atalho (pressa, ganância, mau costume de ter vantagem em tudo).
Reflexão: Será que muitos de nós, servos de Deus, estamos feridos como esse homem? Será que estamos pegando atalhos, pulando formações, achando que pode dar um jeito para as coisas a todo custo, etc.?
Será que não estamos dando o tempo devido para oração, intimidade com Deus, pois “não podemos perder tempo”? como está a qualidade da nossa oração? Rezar pouco e com má qualidade são atalhos perigosos! Quem for por esse caminho, certamente vai se machucar.
 – Talvez a dureza de coração, de não aceitar as regras, orientações etc. fez com que ele se machucasse, gerando marcas profundas, feridas, mágoas, tristezas,
angústias, desânimo etc.
  – Talvez o caminho estava certo, mas o momento (tempo) não era adequado. No caso de servos do MOCL, por exemplo, que logo ao começar nas formações já atendem as pessoas em oração, sem a devida preparação. Isso é um perigo, pois o servo que faz assim pode se machucar e ferir pessoas. Outro exemplo é de uma pessoa que participa do curso do MOCL no IEAD e já sai “servindo”,
sem estar em unidade, achando que já sabe de tudo. É o atalho da falta de unidade e de humildade.
 – As feridas podem vir de assaltos que o inimigo pode estar fazendo na família, na saúde, com vícios, desânimo, pecado, concessões, relativismo. O inimigo pode estar se fortalecendo pela desobediência, imprudência e falta de vigilância.
 –  Muitas vezes o servo é ferido pelo desânimo, falta de pastoreio, problemas familiares, injustiças, enfermidades, por falta de acolhimento no GO ou ministério, etc. Neste casos, precisamos estar atentos ao nossos irmãos.

SAMARITANO
  – Pessoa que está sempre atenta ao que acontece em sua volta.
  – Quando percebe que alguém precisa, não apenas se coloca à disposição, mas
vai ao encontro para ajudar. Não espera ser chamado, tem a iniciativa de ajudar!
  – Aproxima-se, vai ao encontro e acolhe quem precisa.
  – Move-se de compaixão quando percebe alguém sofrendo.
  – Cuida das feridas de quem precisa.
  – Coloca na sua própria montaria (não coloca dificuldades para ajudar quem quer que seja).
  – Leva na hospedaria (encaminha para o GO, ao Seminário de Vida no Espírito, a um retiro).
  – Coloca-se à disposição (para quando precisar de novo).
  – Preocupa-se, pois é um filho de Deus machucado. Na parábola, o samaritano é quem deixa moedas para que o homem ferido seja tratado e curado. Na vida do servo, é aquele que dá seu tempo e sua oração (são as “moedas do céu”).
 É desinteressado de qualquer benefício ou elogios pelo que fez, pois continua anônimo. Deus vê o bem do servo samaritano e dá sua recompensa no tempo oportuno (Eclo 51,38).

Conclusão
O ser humano é ser integral: corpo, alma e espírito. Em muitas ocasiões estamos feridos, como o homem da parábola, mas também somos servos samaritanos de Cristo. Somos “curadores feridos”, como disse Francis MacNutt. Portanto, não podemos ficar nos problemas, dificuldades, tribulações, tentações e provações. O servo do MOCL muitas vezes é curado no caminho, no serviço, na missão.
O ministro de oração por cura e libertação é chamado a ser discípulo e missionário de Jesus, a ser seu imitador (Ef 5,1). Deve exercer este ministério com misericórdia e amor, tem o dever de ter uma conduta semelhante a do bom samaritano, que é a do próprio Cristo.
As características do bom samaritano precisam ser vividas: com a família, com os amigos, no trabalho, na missão e onde o Senhor nos “plantar” como cristão e servo. Assim, devemos obedecer ao Senhor quando diz: “Vai, e faze tu o mesmo”.

3) ALEGRIA DE SERVIR (Mt.13, 44)
Aquele que encontra um tesouro, deixa tudo, vende tudo, faz de tudo para adquiri-lo (Mt 13,44). Foi assim que aconteceu com aqueles que tiveram um encontro pessoal com Jesus e decidiram mudar de vida. Uma vida nova, de paz, alegria e felicidade em Jesus e que o mundo não pode receber (Jo 14,17). Há necessidade, portanto, de voltar ao primeiro amor (Ap 2,4), a reviver toda aquela alegria de encontrar o Senhor. É preciso recuperar o brilho nos olhos, o bater mais forte o coração quando for para a missão, para a casa do Senhor servi-lo (Sl 121,1).

O servo do MOCL não é um voluntário; ele foi escolhido por Jesus. O voluntário é aquela pessoa que se dispõe a fazer um determinado trabalho, estabelecendo um dia e um horário específicos para isso, gratuitamente. Portanto, normalmente, ele não está “obrigado”, “comprometido” com aquela tarefa. Muitas vezes pode ou não executá-la e não será cobrado por ninguém. Isso não quer dizer que não haja voluntários comprometidos, mas quando isso acontece ele passa ser servo.

O ministro de oração por cura e libertação é um servo escolhido e chamado pelo Senhor (Jo 15,16). Ou seja, que aceitou o chamado de Deus e se colocou à disposição para servi-lo quando, onde e do jeito que Ele quiser. Ele é comprometido com a obra de redenção do Senhor, mas não pode esquecer que é servo e não Senhor, e servo inútil (Lc 17,10), que precisa cumprir a missão sem murmurar e com muita alegria. Entretanto, Deus honrará a fidelidade de seu servo e, no tempo oportuno, o recompensará (Tb 4,10 e Eclo 51,38).
A reflexão até então foi para que cada um se conscientize de que é servo muito amado por Deus e escolhido para uma missão, que deve ser cumprida com alegria.

Precisamos servir com alegria, pois “Deus ama o que dá com alegria” (2Cor 9,7). Paulo, em sua Carta aos filipenses nos exorta a se alegrar, e insiste nisso (Fl 4,4).

Precisamos deixar as vestes de luto e vestir as vestes de festa. Com bilhões de habitantes no mundo, Deus nos escolheu, a cada um, pessoalmente.

Estamos no tempo de grandes provações e só os soldados preparados e treinados vão perseverar, mesmo com muitas tribulações. O papa Francisco disse numa oportunidade que “Deus dá as batalhas mais difíceis aos seus melhores soldados”. Que alegria ser soldado de Cristo, de ser um dos seus melhores soldados!

A vida tem muitas coisas boas. Precisamos valorizá-las, apesar de todas as informações contrárias que o mundo nos apresenta. Vamos olhar e valorizar as coisas boas de tudo e de todos (1Ts 5,21).
Portanto, o servo precisa refletir no rosto a alegria de ser escolhido por Deus, pois ela é a sua força (Ne 8,10). Alegrem-se e exultem de alegria, disse o salmista (Sl 39,17).

4) PRIORIZAÇÃO DE CURA INTERIOR
O Senhor tem insistido no pedido às lideranças do MOCL em promover eventos de Cura Interior, dando prioridade aos servos. Para se ter uma ideia, essa moção está sendo colocada nos direcionamentos do MOCL desde 2014. São três anos!
As lideranças deste Ministério precisam levar essa graça para todos os servos, não só do MOCL, mas de toda a RCC.
Todo mundo precisa de cura interior. Reconhecer-se necessitado já é um grande passo. Outro é buscar ajuda de alguém ministeriado que possa ajudar nesse processo. A falta de cura para muitos servos tem sido um bloqueio para o exercício do ministério, seja ele qual for. Como um servo ferido, magoado, triste, doente, etc. está servindo?
Como o Senhor mostrou para Kátia, no ENF de 2016, Jesus soprando sobre o Brasil e o povo que estava caído se levantou. O MOCL se coloca a ser instrumento do Senhor para essa profecia se concretizar. Muitos servos serão levantados pelo senhor através do MOCL. Creia nisso e trabalhe para isso, até ver todos os irmãos e irmãs em pé louvando, glorificando e servindo a Deus com alegria.
Como ação concreta deste MOCL recomenda-se que:
a) Em todos os primeiros encontros de formação do MOCL devam ser Retiros de Cura Interior para os servos.

b) Todas as lideranças do MOCL passem por uma oração de Cura Interior PESSOAL.
c) O MOCL de cada diocese/estado se coloque à disposição dos demais ministério e lideranças da RCC para realizar momentos de Cura Interior, através de atendimentos individuais e/ou retiros para os servos.
A vontade do Senhor é que todos servos da RCC estejam curados para servir mais e melhor.

5) AUTOCONHECIMENTO NO ÂMBITO DO MOCL
O autoconhecimento é um elemento chave para a cura interior! É a graça de conhecer-se a si próprio, reconhecendo e aceitando as próprias fraquezas e limitações
pessoais (físicas e psicológicas); os traumas, as decepções e demais marcas negativas da história de vida, as quais bloqueiam o crescimento pessoal e espiritual; bem como as próprias capacidades. Estas podem estar bloqueadas por traumas, votos secretos, etc.

Entretanto, é necessário ter humildade e coragem para reconhecer-se ferido(a) e necessitado(a). É ter o desejo de ser curado(a) profunda e verdadeiramente. Para isso é preciso abrir o coração para ação amorosa e misericordiosa de Deus, que quer curar os seus filhos(as).

No atendimento pessoal, as pessoas devem ser ajudadas a se aceitarem, se amarem, reconhecerem suas qualidades, limitações, potencialidades. O importante nesse processo de se autoconhecer é reconhecer que toda e qualquer pessoa precisa de Deus; e que Deus pode e quer mudar sua história de vida.

A moção que o Senhor deu para o Núcleo do MOCL é de que o MOCL já tem essa ferramenta: o DIAGNÓSTICO, conforme consta no capítulo 8 do livro Roteiro de Formação do Ministério de Oração por Cura e Libertação. Há necessidade de usá-la de forma mais efetiva, tanto para ajudar nos atendimentos de oração quanto no processo de autocura.

Portanto, nas formações do MOCL quando for ministrado o tema sobre o diagnóstico, deve-se fazer oficinas com supervisão direta, de forma a melhor capacitar os servos que atuam no atendimento em oração.

6) O MOCL EM MISSÃO
O MOCL é missionário e precisa seguir o mandato de Jesus e buscar as ovelhas perdidas. (Mt 10,1.5-8). No contexto dessa Palavra do Evangelho de Mateus, quem são os gentios?

Sabemos que no Antigo Testamento Deus escolheu um povo para ser Seu povo, aqueles que representavam Seu nome. Esse povo é conhecido por JUDEUS. A Bíblia também os identifica como hebreus, povo de Deus, israelitas, povo de Israel. Todas estas designações indicam o mesmo povo, os judeus. Abraão, Moisés, Davi, Salomão, Jesus Cristo, Paulo, Pedro, etc.

Sendo assim, gentios são todas as pessoas que não são do povo judeu.

Tanto Cristo como os Apóstolos deviam ter começado por pregar só aos Judeus, mais próximos de Deus pela fé e pelo culto monoteísta, para ser depois, por meio deles, transmitir a mensagem do Evangelho aos gentios. Por isso, diz o Evangelho de Mt 15 ,24: Eu não fui enviado senão às ovelhas que pereceram da casa de Israel. Isso não significa que Ele não foi enviado aos gentios, mas primeiro a Israel. Na realidade, Jesus pregou para todos: judeus e gentios.

Dentro desse contexto, devemos ver dois grandes direcionamentos de Deus para o MOCL hoje:

a) A importância da FORMAÇÃO
Antes de ser enviados em missão, os discípulos e apóstolos de Jesus foram formados por Ele. Daí um grande ensinamento: é preciso estar bem formado para a missão.

Recebemos formações e direcionamentos no ENF, nos congressos estaduais e diocesanos da RCC e do MOCL e nos encontros de formação do MOCL. Nos grandes eventos da RCC, como o ENF, muitas vezes nem todos servos não podem ir. Neste caso, as lideranças do MOCL, que recebem as formações, tem o dever de repassar aos demais servos de suas dioceses e estados. Todos precisam ser formados e os repasses precisam ser feitos o mais rápido possível. Afinal, temos uma missão a cumprir!

Quando Paulo diz “A mim, o menor de todos os santos, me foi dada esta graça de pregar aos gentios o evangelho das insondáveis riquezas de Cristo” (Ef 3. 8), ele está querendo dizer que foi dada a ele a graça de levar a palavra de Deus aos gentios, ou seja, aos que não são judeus.

b) A importância da MISSÃO
Deus nos escolheu e nos envia em missão. Nossa tarefa não é apenas rezar pelas pessoas e pronto. A missão é muito maior! Precisamos evangelizar nos atendimentos, fazer missão nas nossas comunidades, buscar os irmãos afastados.
Precisamos cumprir a missão que Jesus nos confiou: “Ide por todo mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” Mc 16,15, (judeus e gentios do nosso tempo)
Temos muitas outras atividades que são os direcionamentos de Deus na Palavra de Mt 10,7-8: “Por onde andardes, anunciai que o Reino dos céus está próximo. Curai os doentes, ressuscitai os mortos, purificai os leprosos, expulsai os demônios.
Recebestes de graça, de graça dai!”
Precisamos nos comprometer com a missão, com atividades de assistência às
pessoas do GO e as eu não estão no grupo.
Já dissemos muitos “nãos”. É preciso tomar uma decisão e IR. Muitas vezes por
preguiça, comodismo, medo, insegurança… não vamos para a missão.
Há muito trabalho a ser feito, muitas pessoas perdidas, feridas, …. esperando por
um servo de Deus, que um dia deu seu SIM à Jesus e à missão.

Algumas missões do MOCL são:
 No GO, nos atendimentos de oração e nos eventos da RCC (Capítulo 3 do Livro Roteiro de Formação)
- No dia da Misericórdia
- Na Operação Resgate
- Nas missões do GO para levar o querigma a quem não conhece Jesus
- No Clamor por Libertação.
– Vamos então cumprir o mandato de Jesus e cumprir a nossa missão, nossa tarefa (Eclo 51,38).

7) DIA DA MISERICÓRDIA
Conceito
É um dia definido com antecedência pela Coordenação do MOCL em cada (arqui)diocese, no qual se devem realizar ações de misericórdia, como:

· Visitar asilos, orfanatos, manicômios, hospitais, cadeias, casas de dependentes químicos, pessoas abandonadas nas ruas, etc.; enfim, onde estiver um irmão ou uma irmã que esteja precisando de uma palavra de amor, de conforto, de atenção, de uma oração.

Cada Coordenador Diocesano deve elaborar um cronograma anual para o Dia da Misericórdia, que deve acontecer mensalmente ou de acordo com a realidade da diocese. Esse cronograma deve ser divulgado entre os servos e em toda diocese.

Recomenda-se que se faça um levantamento prévio dos lugares que essa missão pode ser realizada. É importante levantar: endereço, horários de visita, cuidados especiais, necessidades daquele local (cesta básica, brinquedos, etc.), etc.

Os servos podem ser organizados em grupos para realizar essa missão em vários locais ao mesmo tempo, conforme discernimento e orientação da Coordenação Diocesana do MOCL.

Tudo deve ser feito com planejamento, organização e muita oração. Recomenda-se que se faça uma reunião prévia para definir como será a visita e o que será feito lá. Cada grupo de visitas precisa de uma pessoa para estar à frente para coordenar a missão, orientar, tirar dúvidas.

Os servos de outros ministérios devem ser convidados para participar dessa ação. Por exemplo: convidar ministros de louvor para animar essas missões.

Recomenda-se que essas visitas sejam registradas através de fotos, vídeos, entrevistas, testemunhos.

8) OPERAÇÃO RESGATE
Operação Resgate é uma ação dentro da missão do MOCL.

Continuamos no tempo de pastoreio. É o tempo de resgate, de buscar os irmãos afastados. Precisamos responder a pergunta do pai amoroso: Onde está o teu irmão? (Gn 4,9). Mais do que responder, somos chamados à uma ação concreta.

Essa Operação Resgate nada mais é do que ir ao encontro dos irmãos de caminhada que se afastaram por alguma razão que conhecemos ou não. Devemos nos esforçar em trazê-los ao aprisco do Senhor.

Essa missão é baseada:
· Na Palavra de Deus: Mt 18, 12-14 e 1 Pd 5,2.
· Nas moções da RCC de Pastoreio (Jo 21,17) e Lançar as Redes (Lc 5, 1-11)
· No pedido do papa: Igreja em saída.

Quem buscar:
· Os servos que se afastaram por decepções, abandonos, frustrações.
· Os servos desviados e desobedientes.
· Os servos que não realizaram as formações básicas da RCC.
· As pessoas afastadas dos grupos de oração.
· Quem está longe de Deus: MOCL EM MISSÃO.

Como fazer (algumas dicas):
· Levantar com os irmãos do grupo de oração os nomes, endereços e contatos dos servos afastados.
· Visitá-los em suas casas.
· Pedir perdão para eles
· Rezar eles e com suas famílias (fazer um grupo de oração)
· Promover ações missionárias através do GO, com outros ministérios da RCC e membros da               comunidade, paróquia ou capela. Agendar ao longo do ano visitas às casas para realizar o querigma.

9) CLAMOR POR LIBERTAÇÃO: DIA 10 DE CADA MÊS
A partir de fevereiro/2016 o Clamor deve ser feito todo dia 10 de cada mês em todas as dioceses do Brasil. Entretanto, caso o dia 10 caia num dia em eu não seja possível realizar, a coordenação diocesana do MOCL tem a liberdade de escolher outra data mais adequada.

Graças a Deus, muitos servos e lideranças do MOCL estão fazendo o Clamor por Libertação, mas ainda está faltando a escuta direcionada.

O ideal é clamar pela libertação, individualmente, por cada ponto (intenção de libertação) colocado no material específico sobre esse tema, que está disponibilizado no site da RCC Brasil. Por exemplo: clamar por libertação pela Igreja. Coloca-se a intenção, faz o clamor e depois escuta o que o Senhor tem a falar nessa temática, não esquecendo de anotar tudo. Depois louvar e agradecer. Em seguida, clama-se por outra intenção e faz-se o mesmo processo de escuta direcionada.

Dessa forma saberemos o que o Senhor quer para cada situação específica e, assim, a eficácia nas ações será maior.

É imprescindível não demorar em repassar as moções recebidas do Senhorpara as coordenações do MOCL na diocese, que passará para o MOCL estadual que chegará ao nacional. As moções recebidas não devem ser “engavetadas” ou ficar apenas para aquele pequeno público que participou. O MOCL deverá repassar, após fazer um discernimento apurado das moções.

A coordenação do MOCL em cada instância (diocesana, estadual e nacional) deve agrupar as moções por intenção rezada e fazer uma reflexão do que o Senhor está revelando e pedindo.

Um ponto extremamente importante no Clamor é a AÇÃO. Precisamos responder ao Senhor com ações. Devemos transformar moções em ações concretas.

Isso está bem claro na Carta de São Tiago 2,14-26.

10) ESTUDO APROFUNDADO DOS CARISMAS DE CONHECIMENTO
Os carismas são presentes de Deus para proveito comum (1Cor 12,7). Eles são necessários para exercício de uma vida carismática, em especial no MOCL.

Todos os filhos amados de Deus batizados no Espírito Santo possuem carismas. Entretanto, para exercer o Ministério de Oração por Cura e Libertação, por exemplo, o servo recebe o chamado de Deus e o dom de orar por cura e outros necessários para exercer esse ministério. Cada um recebe os carismas conforme o Espírito Santo dá (1Cor 12,11).

Dentro do Processo formativo da RCC, temos a apostila 2, do módulo básico, que trata dos Carismas e também a apostila de Aprofundamento de Dons. Para servir nesse ministério é imprescindível ter passado pela formação dessas apostilas, caso contrário o servo precisa com urgência buscar preencher essa lacuna no seu processo formativo. O MOCL também tem em todas suas três apostilas formativas conteúdos sobre os carismas. Portanto, temos uma vasta literatura sobre essa temática que está a nossa disposição.

O que o Senhor pede aos servos do MOCL é um maior aprofundamentos nos
carismas de conhecimento: Palavra de Ciência, Palavra de Sabedoria e Discernimento
dos Espíritos.

Exemplo: Carisma do Discernimento dos Espíritos – Precisamos estudar mais eaprofundar nosso conhecimento sobre esse carisma. Ele é o guardião de todos os outros carismas. Ele também ajuda a discernir o que está agindo na vida da pessoa  pela qual se está orando pela cura.

Para atender o pedido do Senhor, além de reforçar o conhecimento desses carismas, devemos promover momentos com oficinas dos mesmos.
CONCLUSÃO
No Ano da Misericórdia, o MOCL precisa dar uma resposta concreta à missão confiada por Jesus. É o ministério da misericórdia e do amor, que não deve medir esforços para cumprir aquilo que Deus determinou no Seu imenso amor.

Não é pesado servir no MOCL, nem difícil. Se se tem uma vida de oração, formação, unidade obediência, santidade e serviço, não temos o que temer, pois quem está dentro de nós é maior do que aquele que está no mundo (1 Jo 4,4). Temos que ter confiança e certeza da vitória. Ele já nos disse eu somos vencedores e nos exorta a ter coragem (Jo 16,33). Ele nunca nos abandonará (Mt 28,20) e nada nem ninguém pode nos separar desse Deus amoroso (Rm 8,35-39).

Então, levemos a todos:
- A alegria de servir ao Senhor,
- O privilégio de ser escolhido por Deus no meio de tantas pessoas,
- A bênção de chegar o dia da nossa formação ministerial,
- O que Deus fez e falou no Clamor por Libertação,
- A graça de ver vidas sendo restauradas através de nós,
- A honra de ver uma pessoa encontrando Jesus através de nós, que o conhecemos e somos íntimos,
- A felicidade de chegar o dia de nossa Reunião de Oração, onde vamos encontrar o Senhor e matar a saudade dos irmãos.

São tantas as missões a serem cumpridas. Não devemos deixar de realizá-las. Façamos tudo com preparação, oração e muito amor no coração.

Que Nossa Senhora, a Virgem Poderosa, senhora de Pentecostes, interceda por todos os servos deste MOCL e que Jesus coloque todos dentro da chaga do Seu coração para que fiquemos todos livres de todos os males e do maligno.

Rogo a Deus que derrame um nova unção do Seu Espírito sobre todos os servos do MOCL obedientes e em constante missão.

LEIA MAIS
IMG-20151018-WA0037

ENCONTRO NACIONAL DO MINISTÉRIO DE ORAÇÃO POR CURA E LIBERTAÇÃO 2015 VILA VELHA- ES

Nos dia 16, 17 e 18 deste mês, o coordenadenador Nacional do Ministério de Oração por Cura e Libertação, Silvério Silva, seu Núcleo e os coordenadores do MOCL da maior parte dos estados do Brasil, estiveram reunidos na AFBEA – Pensionato São Luiz, Rua Pedro Palácio, 101 – Prainha, localizado próximo ao convento da Penha, em Vila Velha-Espírito Santo.

O encontro proporcionou momentos de oração, escuta e intercessão profética, para ouvir os direcionamentos do Senhor para este Ministério, em unidade com a Igreja e a RCC.

A acolhida e o carinho da coordenadora Estadual, Suely Menegardo e da coordenadora do MOCL, Selma Cantão e sua equipe, foram sentidos em todos os instantes do encontro e da permanência dos servos no Estado do Espírito Santo.

Confira as fotos das missas, da procissão, dos momentos de adoração, louvor, estudo e convivência fraterna, entre os servos do Senhor.

IMG-20151017-WA0076

Lembrança que todos os coordenadores do encontro receberam.

IMG-20151017-WA0007

Aos pés do Crucificado!

IMG-20151018-WA0037

Peregrinação e missa no Santuário de Nossa Senhora da Penha

IMG-20151017-WA0038 IMG-20151017-WA0037 IMG-20151017-WA0034 IMG-20151017-WA0033 IMG-20151017-WA0032 IMG-20151017-WA0048 IMG-20151017-WA0047 IMG-20151017-WA0045 IMG-20151017-WA0043 IMG-20151017-WA0074 IMG-20151017-WA0075 IMG-20151017-WA0078 IMG-20151018-WA0011 IMG-20151018-WA0008 IMG-20151018-WA0001 IMG-20151017-WA0079  IMG-20151018-WA0063 IMG-20151018-WA0065 IMG-20151018-WA0074 IMG-20151018-WA0069 IMG-20151018-WA0068 IMG-20151018-WA0067 IMG-20151018-WA0075 IMG-20151018-WA0080 IMG-20151018-WA0081 IMG-20151018-WA0090  IMG-20151018-WA0088 IMG-20151018-WA0082 IMG-20151018-WA0091 IMG-20151018-WA0093 IMG-20151018-WA0092 IMG-20151016-WA0018 IMG-20151017-WA0006 IMG-20151017-WA0005 IMG-20151017-WA0004 IMG-20151017-WA0003 IMG-20151017-WA0008 IMG-20151017-WA0009 IMG-20151017-WA0010 IMG-20151017-WA0012 IMG-20151017-WA0013 IMG-20151017-WA0015 IMG-20151017-WA0016 IMG-20151017-WA0020 IMG-20151017-WA0019 IMG-20151017-WA0018 IMG-20151017-WA0017

LEIA MAIS

DIRECIONAMENTOS, ORIENTAÇÕES E CLAMOR POR LIBERTAÇÃO

CLAMOR POR lIBERTAÇÃO

O Ministério de Oração por Cura e Libertação disponibiliza três apostilas para download para ser distribuído entre todos os grupos de oração e servos do Ministério de Oração por Cura e Libertação. A temática deles são:

- Direcionamentos para o Ministério de Oração por Cura e Libertação

- Orientações para o exercício do Ministério

- Clamor por Libertação

Para fazer o download, basta clicar nos links acima (no nome referente à apostila desejada).

O objetivo é atualizar algumas formações e direcionamentos que vem sendo trabalhados pelo ministério em todo o Brasil. Este material pode ser distribuído livremente entre todos os servos.

LEIA MAIS

ENCONTRO DE FORMAÇÃO PARA OS COORDENADORES E MEMBROS DOS NÚCLEOS ESTADUAIS DO MINISTÉRIO DE ORAÇÃO POR CURA E LIBERTAÇÃO

Nos dias 21 a 23 de agosto, os coordenadores e membros dos núcleos estaduais do Ministério de Oração por Cura e Libertação da Renovação Carismática Católica de todo o Brasil vivenciaram momentos de intensa oração e aprendizado com o sacerdote exorcista, Frei Elias Vella, da ilha de Malta, localizada no meio do mar Mediterrâneo, ao sul da Itália e ao norte da África, na Europa. O encontro aconteceu na Comunidade Magnificat, em São José do Campos – SP.

Coordenadores Estaduais do Ministério de Oração por Cura e Libertação do Brasil

 Coordenadores Estaduais do Ministério de Oração por Cura e Libertação e Coordenador Nacional do MOCL, Silvério Silva, em agradecimento a Frei Elias Vella. 

 

 

Coordenadores Estaduais do Ministério de Oração Por Cura e Libertação do Estado do Rio de Janeiro e do Brasil

SAMSUNG DIGITAL CAMERA
Frei Elias é autor de mais de 40 publicações pelo mundo em diversos idiomas: maltês, inglês, italiano, tcheco, eslovaco e português, dentre eles, A Cura Através do Amor; Amar é Viver;  A Cura Através do Amor; Aprendendo a Lidar com o Diabo; O Anticristo: Quem é e Como Age; O Leão Que Ruge ao Longo do Caminho; O Líder de Fé; Escalando a Montanha do Casamento, dentre outros.

LEIA MAIS
42699

Terço da Virgem Poderosa

O terço da Virgem Poderosa tornou-se Oficial para todo o Ministério de Oração por Cura e Libertação do Brasil durante a reunião nacional, realizada em Goiânia/GO em novembro de 2013. O servo do MOCL poderá rezar o terço todos os dias.

Terço da Virgem Poderosa

Vinde Espírito Santo

Creio, Pai Nosso, Três Ave-Marias

Nas contas pequenas:

Ave Maria, Virgem Poderosa, Imaculada Conceição, Rainha das Vitórias, que as vossas Lágrimas de Sangue destruam as forças do inferno. Que assim seja!

Nas vezes do Glória:

A Cruz Sagrada seja minha Luz, não seja o dragão, meu guia, retire-se satanás, nunca me aconselhes coisas vãs, é mau o que tu me ofereces, bebe tu mesmo o teu próprio veneno. 

Nas contas grandes:

Magnificat: Minha alma glorifica ao Senhor, meu espírito exulta de alegria em Deus, meu Salvador, porque olhou para a humildade da sua pobre serva. Por isto, desde agora, me proclamarão bem-aventurada todas as gerações, porque realizou em mim maravilhas Aquele que é poderoso e cujo Nome é santo. Sua misericórdia se estende, de geração em geração, sobre os que O temem. Manifestou o poder de Seu braço, desconsertou os corações dos soberbos. Derrubou do trono os poderosos e exaltou os humildes. Saciou de bens os indigentes e despediu de mãos vazias os ricos. Acolheu a Israel, Seu servo, lembrado da Sua misericórdia. Conforme prometera a nossos pais em favor de Abraão e sua posteridade, para sempre. Amém.

 Jaculatória:

Levanta-se Deus, intercedendo a Bem-Aventurada Virgem Maria, São Miguel Arcanjo e todas as Milícias Celestes. Que sejam dispersos seus inimigos e que fujam de Vossa Face todos os que vos odeiam e vos perseguem. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. 

Mistérios do Terço 

No Primeiro Mistério contemplamos: como Jesus nos deu um exemplo brilhante na luta contra satanás e seu reino.

No Segundo Mistério contemplamos: como Jesus venceu a morte e o inferno pela sua paixão e morte na cruz.

No Terceiro Mistério contemplamos: a Cruz de Cristo que se tornou um Sinal de terror para satanás.

No Quarto Mistério contemplamos: como Jesus deu a Virgem Maria a força de esmagar a cabeça de satanás.

No Quinto Mistério contemplamos: como Jesus deu a Virgem Maria o poder sobre satanás eternamente.

Salve Rainha

Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida, doçura e esperança nossa, salve! A Vós bradamos degredados filhos de Eva. A Vós suspiramos, gemendo e chorando, neste vale de lágrimas. Eia, pois advogada nossa; esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro mostrai-nos Jesus, bendito fruto de vosso ventre, ó clemente, ó piedosa, ó doce sempre Virgem Maria.

Rogai por nós, Santa Mãe de Deus.

Para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém.

LEIA MAIS
11257633_785098338253412_425750170_n

Formação Estadual do Ministério de Oração Por Cura e Libertação para as Dioceses de Nova Iguaçu, Caxias, São João de Meriti e Arquidiocese do Rio de Janeiro

11063647_1629183610651873_4687236051704087760_n

Dando continuidade às formações do Ministério de Oração por Cura e Libertação, as dioceses de Nova Iguaçu, Caxias, São João de Meriti e Arquidiocese do Rio de Janeiro, estiveram presentes na Associação Nossa Senhora de Guadalupe, situada à Rua Cândido Benício, 1426, Praça Seca – Rio de Janeiro-RJ.

Os temas abordados foram “Como orar pelo Perdão” e “Como orar pela Cura das Emoções Negativas” com oficinas de modo que os servos pudessem experimentar aquilo que estavam aprendendo a fazer. Além destas formações foram apresentadas as orientações e os direcionamentos dados no ENF e no EFF pelo Núcleo Nacional do MOCL.

11225992_785098754920037_1447770717_n

A coordenadora do MOCL na Arquidiocese do Rio de Janeiro, Maria Cecília, e membro do Núcleo Estadual do MOCLRJ falou obre a necessidade do ministro de cura ter sempre o coração aberto perdão.

11215885_785098391586740_818963918_n

Mônica Grecoff falou sobre as emoções negativas e de como elas impedem o servo de caminhar na graça de Deus . Precisamos pedir o Batismo do Espírito Santo e viver as consequências deste batismo deixando-nos moldar de acordo com o Espírito.

11258693_785099108253335_564094098_n

Dário Pereira, coordenador Arquidiocesano da RCC no Rio de Janeiro, deu as boas vindas aos servos das diversas dioceses.

11211518_785098824920030_1905931146_o

Ermelinda Piedade, do Conselho Estadual da RCC RJ, com as irmãs do ministério.

11210145_785099001586679_1583107264_n

As orientações e os direcionamentos foram dados por Daisy Lúcia, coordenadora do Ministério de Oração Por Cura e Libertação no Estado do Rio de Janeiro.

11257644_785098431586736_435110333_n 11253823_784922231604356_767503647_n 11251571_785098801586699_2132890075_n 11245283_785098958253350_31526995_n 11225498_785098668253379_748884042_n 11208987_785098561586723_1946810996_n 11257633_785098338253412_425750170_n

LEIA MAIS
  • Formação MOCL Diocese Campos dos Goytacazes Norte
    Levemos o amor do Senhor aos nossos irmãos!
  • IMG-20150516-WA0069
  • IMG-20150516-WA0070
  • IMG-20150516-WA0074
  • IMG-20150516-WA0075
  • IMG-20150516-WA0076
  • IMG-20150516-WA0077
  • IMG-20150516-WA0083
  • IMG-20150516-WA0084
  • IMG-20150516-WA0086
  • IMG-20150516-WA0087
  • IMG-20150516-WA0088
  • IMG-20150516-WA0090
  • IMG-20150516-WA0091
  • IMG-20150516-WA0096
  • IMG-20150516-WA0097
  • IMG-20150516-WA0098
  • IMG-20150516-WA0100
  • IMG-20150516-WA0101
  • IMG-20150516-WA0102
  • IMG-20150516-WA0103
  • Núcleo MOCL Diocese Campos Norte

Formação do MOCL na Diocese de Campos dos Goyacazes Norte

A Diocese de Campos dos Goytacazes Norte inciou nos dias 02 e 03 de maio o ciclo de Formação do Ministério de Oração Por Cura e Libertação.

A coordenadora diocesana, Dalva Henrique,  toda uma equipe, junto ao coordenador do MOCL, Marco Antônio, não pouparam esforços no acolhimento dos os servos que vieram de diversas partes em busca de formação específica do Ministério ao qual foram chamados a servir  na Igreja de Cristo através da Renovação Carismática Católica no Estado do Rio de Janeiro.

 

 

Núcleo MOCL Diocese Campos Norte

Marco Antônio , coordenador do MOCL, Michele , sua esposa e Joan Carlos, membros do Núcleo diocesano do Mnistério

IMG-20150516-WA0075

Junto dos servos, Dalva Henrique, coordenadora diocesana de Campos dos Goytacazes Norte

IMG-20150516-WA0090

Andressa e André, coordenadores do Ministério para as Famílias,, na diocese, conduziram profundos momentos de louvor e adoração!

IMG-20150516-WA0097

Daisy Lúcia, coordenadora Estadual do Ministério de Oração Por Cura e Libertação e Carmena Moraes, membro Núcleo Estadual do Ministério.

IMG-20150516-WA0086

Irmãos que acolhem como o coração de Deus!

IMG-20150516-WA0076

Contamos com a presença de Luizinho e Rosana, coordenadores do Ministério pra as Famílias no Estado.

IMG-20150516-WA0103IMG-20150516-WA0102IMG-20150516-WA0101IMG-20150516-WA0100IMG-20150516-WA0098IMG-20150516-WA0096IMG-20150516-WA0091IMG-20150516-WA0088IMG-20150516-WA0087IMG-20150516-WA0084IMG-20150516-WA0083IMG-20150516-WA0077IMG-20150516-WA0074IMG-20150516-WA0070IMG-20150516-WA0069

 

LEIA MAIS